26 de abr de 2011

DICAS PARA O DIA DA QUIMIOTERAPIA



*Procure alimentar-se pelo menos uma hora antes do tratamento, ao invés de ir com o estômago vazio.

*Caso sinta vontade de se alimentar, faça isso enquanto estiver recebendo a quimioterapia.

*Sempre tenha à mão algum lanchinho, biscoito, frutas ou suplemento nutricional para o momento de espera ou durante o trajeto.

*Se você mora longe do local de tratamento, prepare no dia anterior uma sacolinha com alimentos que precisa levar.

*Faça pequenas refeições ao longo do dia e evite os líquidos próximo às refeições de forma a não distender o estômago.

*Evite comidas gordurosas ou frituras.

*Mastigue lentamente os alimentos e repouse em posição sentada após as refeições.

*Beba suco de fruta gelado ao longo do dia. O gelado é melhor aceito em caso de náuseas.

*Evite ficar exposto à cheiros fortes (fumaça, perfumes, frituras, etc.).

*Vista roupas folgadas, evitando comprimir o abdômen.

*Lembre-se que os efeitos colaterais da quimioterapia variam de pessoa para pessoa, do tipo de medicamento e dose a ser utilizada.

*Tome os medicamentos prescrito pelo seu médico em casa, principalmente se os sintomas persistirem.

*Náuseas e vômitos devem sempre ser relatados para que se possa determinar ajuste das medicações às necessidades de cada paciente.

*Em caso de febre (temperatura maior que 37,8°C), deve-se comunicar imediatamente a equipe que o acompanha.

*Reconheça seus novos limites e os respeite, estabelecendo horários de descanso ao longo do dia.

*Repouse freqüentemente.

15 de abr de 2011

Simplicidade ao alcance de todos


Muitas pessoas dizem que não têm tempo ou não podem iniciar um processo terapêutico, mas muitas também não percebem as oportunidades cotidianas de se cuidarem. Falta ânimo? Coragem? Atenção? O fato é que vai se deixando para depois, sempre para depois.

Atividades simples do dia-a-dia possuem grande potencial terapêutico, ou seja, nos ajudam a nos sentirmos e sermos melhores, a descobrirmos outras possibilidades. Assim é o trabalho manual. Primeiro pela simbologia das mãos para todos nós: elas trazem a idéia de construção, poder, criação, energia. Expressões como "botar a mão na massa" mostram as mãos como detentoras da ação. Tanto que ao precisarmos de ajuda "pedimos uma mãozinha". E se é necessário pensar em autocuidado é hora de "tomar a vida nas mãos".
Criar com as mãos é a possibilidade de concretizar, de expressar, dar vazão à criatividade.

Atividades simples como cozinhar, bordar, escrever, esculpir e pintar ficaram sem espaço em nossas vidas no meio da correria da atualidade. "Para que cozinhar se o microondas faz tudo? Para que bordar se compro tudo que quero no shopping mais próximo?" No meio da praticidade fomos perdendo contato com nossa habilidade ancestral de dedicarmos tempo e espaço para o processo de criação. Reservar um momento para transformar os elementos calmamente, passo- a- passo. Viver o aqui e agora, entrar num estado meditativo de atenção total ao presente.

Mãos à obra

Bordando entramos num processo de ligar pontos, de ir e vir, de acessar tramas. Isso facilita muitos insights, além da satisfação de ver nossas mãos dando vida a algo. O exercício de bordar é uma grande metáfora do trabalho de viajar pelos conteúdos guardados no nosso inconsciente.

Cozinhando experimentamos o prazer dos sentidos, somos magos da transformação dos estados físicos, dos sabores, das junções. Precisamos escolher, experimentar, aguardar. Vamos ponderando e exercitando a sabedoria da doação. Tem coisa mais gostosa do que ver pessoas queridas se deliciando com o que fizemos?

Esculpindo empregamos energia para transformar algo bruto em uma obra. Vamos abrindo espaço dentro de nós para outras transformações que precisam ser feitas, com essa mesma energia, com precisão e inteireza. Assim também pode ser a pintura: um exercício de transformação, ao mesmo tempo carregado de fluidez. A união das tintas, que quanto mais líquidas, mais nos ajudam a lidar com a necessidade de controle dentro de nós. Se tivermos dificuldade em lidar com a imprevisibilidade, se nos virmos escravos do controle, talvez aí esteja uma atividade importante para exercitarmos a possibilidade de lidar com o imprevisível, com o novo que nasce na junção das cores, das texturas.

Escrevendo vemos caminhos se formarem, as palavras vão se ligando, liberando sentidos que poderiam estar escondidos para nós. A escrita pode ter o dom de libertar aquele nó no peito. Ela libera, desata, coloca pra fora.

O momento de entrega

Não importa o resultado, mas sim a delícia do processo.

A riqueza está no tempo que dedica a algo prazeroso para você. Pode ser que numa primeira tentativa o bordado seja meio torto, a comida meio salgada, o texto um tanto perdido... Mesmo assim, vale mais o momento de entrega. Com exercício vamos nos familiarizando e até obtendo resultados melhores. Não é assim também na vida? Escolha uma atividade que lhe chame a atenção e vá. Se você é faz parte do time que se priva de experimentar com medo de não agradar, talvez esteja na hora de se libertar e se entregar ao imprevisível do trabalho com as mãos. Comece por concretizar as transformações do lado de fora. Assim, naturalmente, as mudanças internas começam a acontecer! Mãos à obra!

Juliana Garcia

COMPREENDENDO SEUS SENTIMENTOS


Perdi o meu chão...
Chorei muito...
Não tenho mais vontade de fazer nada...
Estou com medo...
Você se reconhece nas frases acima?

Independente de se reconhecer ou não, o que importa é você parar um pouquinho para compreender o que pode estar acontecendo com você.

Sabemos que essas e outras frases são muito freqüentes entre os pacientes que recebem o diagnóstico de um câncer. Ou seja, o câncer tem um forte impacto no psicológico e emocional do paciente.

Sentimentos como raiva, depressão, ansiedade, medo, preocupações, angustias, negação e agressividade são comuns entre os pacientes com câncer.

Seguem alguns exemplos de situações nos quais esses sentimentos podem aparecer:

A negação costuma estar mais relacionada ao momento do diagnóstico. É comum percebermos durante certo tempo que o paciente não quer/não pode acreditar no que está vivendo. Esse sentimento pode durar algumas semanas.

Já a raiva, que pode aparecer em qualquer fase do tratamento, muitas vezes, vem acompanhada pela pergunta: Por que eu? Por que comigo? O que eu fiz de errado? Neste momento, a vida pode parecer muito injusta. Pacientes costumam rever suas posturas religiosas e alguns até relatam que estão brigados com Deus.

Comumente, a insegurança é relatada durante todo o tratamento (“ela me acompanha o tempo todo”). Podemos relacionar esse sentimento com a presença do tumor que de certa forma é uma ameaça desconhecida. Tudo que é desconhecido sempre assusta muito.

O sentimento de resignação (“tinha que ser assim mesmo”) também é muito comum e precisa ser monitorado. Afinal, pode se tornar uma depressão.

Pensamentos e sentimentos negativos (“Penso muito na morte”, “tenho sentido medo de sair de casa”) também são esperados e podem estar relacionados ao estresse gerado pelo diagnóstico do câncer e também por se tratar de uma situação a qual não podemos controlar e ter certeza do que vai acontecer.

A aceitação da doença é um passo importante. A partir desse momento, percebemos que o paciente é capaz de planejar a própria vida de um modo mais significativo e construtivo. Eles relatam que a vida presente está muito diferente que a vida passada, e preferem não pensar no futuro.

Pode parecer estranho, mas muitos pacientes narram que o câncer fez com que avaliassem as próprias vidas posicionando-as num caminho mais positivo.

Infelizmente não existem regras para lhe ensinar a lidar com esses sentimentos.

Como você pode ver, os sentimentos são muitos e variados. E mais, cada pessoa reage de uma maneira. Importante: não há certo ou errado, mas há aquilo que lhe faz bem ou mal, que lhe ajuda ou atrapalha...

Que tal parar para pensar nestes pontos?

Como você esta reagindo diante da sua doença?

Você tem alguém para desabafar?

Você tem colocado pra fora os seus sentimentos?

E a sua religião, como está?

Será que você tem descontado a sua raiva em alguém?
Procure um psicólogo, ele é um profissional capacitado para te ajudar a compreender e lidar com todos esses sentimentos.

Um abraço

 Luciana Holtz
Psico-Oncologista

Fonte: oncoguia

10 de abr de 2011

INFORMAÇÃO PARA HOMENS....


SOJA REDUZ RISCO DE CANCÊR DE PROTASTA E CALVICE

O grande benefício no consumo da soja está relacionado à presença de uma molécula chamada equol, presente no alimento.

Esta substância funciona como um inibidor natural da produção do hormônio masculino DHT [dihydrotestosterone], responsável pelo crescimento da próstata e queda de cabelos nos homens.

Segundo o estudo, este dado justificaria o índice bem menor de japoneses que desenvolvem estas duas doenças, já que no Japão o consumo de soja é muito mais disseminado do que no ocidente.

Esta molécula é muito importante porque inibe a produção do DHT, o principal hormônio responsável pelo câncer de próstata', diz Keneth Setchell, diretor da Clínica de Espectrometria de massa no Hospital de Cincinatti que foi o primeiro a identificar a molécula equol em humanos há 20 anos.

Atualmente, o mercado dispõe de algumas drogas que inibem a produção de determinadas enzimas responsáveis pela conversão da testosterona em DHT, inibindo a produção deste hormônio.

Estes medicamentos, porém, apresentam efeitos colaterais e diminuem a produção de outras substâncias necessárias ao corpo.

Segundo os pesquisadores, a grande vantagem do equol está exatamente em sua propriedade de bloquear a ação do DHT sem inibir sua produção.

Por tornar o DHT inativo, o equol permite que o paciente receba as ações benéficas do andrógeno', explica Robert J. Handa, um dos autores do estudo e professor do departamento de ciências biomédicas da Faculdade de Medicina Veterinária do Colorado.

Até o momento, os pesquisadores têm estabelecido o papel do DHT no crescimento de órgãos reprodutores masculinos e, devido aos efeitos comprovadamente benéficos deste hormônio na pele, iniciarão os estudos para determinar a relação do uso do equol em tratamentos de queda de cabelo.

A descoberta foi patenteada e a equipe de cientistas espera criar fórmulas para desenvolver uma nova droga que deverá ser comercializada no mercado.




EXTERMINANDO AS CÉLULAS CANCEROSAS COM ALIMENTOS


Depois de anos informando aos pacientes que a quimioterapia é a única forma de tentar (tentar é a palavra-chave) eliminar o câncer, John Hopkins está finalmente começando a admitir que existe um modo alternativo para tratar o câncer.

1. Toda pessoa tem células potencialmente cancerosas no organismo. Estas células não aparecem nos exames normais antes de terem se multiplicado a alguns milhões. Quando os médicos dizem aos doentes que não há mais células cancerosas em seus corpos após um tratamento, isto significa apenas que os testes não são capazes de detectar as células cancerosas, porque elas não atingiram a concentração detectável.

2. As células cancerosas ocorrem entre 6 a mais de 10 vezes na vida de uma pessoa.

3. Quando o sistema imunológico de uma pessoa é saudável, as células cancerosas serão destruídas e impedidas de se multiplicarem para formar tumores.

4. Quando uma pessoa tem câncer, isso indica que a pessoa tem múltiplas deficiências nutricionais. Isto poderia ser devido a fatores genéticos, ambientais, alimentares e ao estilo de vida.

5. Para vencer as múltiplas deficiências nutricionais, mudar hábitos alimentares resgatará a sanidade e força do sistema imunológico.

6. A quimioterapia envolve o envenenamento das células cancerosas que crescem rapidamente, mas também destrói as células saudáveis: da medula óssea, do trato gastrointestinal, etc,. E podem causar danos em órgãos como fígado, rins, coração, pulmões, etc.

7. A radiação ao destruir as células cancerosas também queimam, ferem e danificam as células saudáveis dos tecidos, órgãos e sistemas.

8. O tratamento inicial com quimioterapia e radiação, freqüentemente reduz o tamanho do tumor. Contudo, o prolongado uso da quimioterapia e da radiação não resulta na destruição do tumor.

9. Quando o corpo tem muita carga tóxica proveniente da radiação e da quimioterapia e o sistema imunológico está comprometido ou destruído, a pessoa pode sucumbir a vários tipos de infecções e complicações.

10. A quimioterapia e a radiação podem transformar as células cancerosas e torná-las resistentes e difíceis de destruir. A cirurgia também pode provocar a disseminação de células cancerosas para outras partes do corpo.

11. Uma maneira eficaz de combater o câncer é matar de fome as células cancerosas, não as alimentando com os alimentos que elas necessitam para se multiplicarem.

12. A proteína da carne e laticínios é difícil de digerir e requer muita acidez e enzimas digestivas. A carne não digerida restante nos intestinos putrefaz e provoca maior carga tóxica, inviabilizando a nutrição das células.

13. As paredes celulares do tumor são cobertas por uma proteína dura. Ao evitar de comer carne, mais enzimas ficarão disponíveis (liberadas) para atacar as paredes das células cancerosas, permitindo que o sistema imunológico vá recuperando sua força para destruir as células cancerosas.

14. Alguns suplementos fortalecem o sistema imunológico (IP6, Flor - ssence, Essiac, anti-oxidantes, vitaminas, minerais, EFAs etc), para permitir que as células NK (natural killers = céluas naturalmente assassinas) do sistema imunológico destruam as células cancerígenas. Outros suplementos como vitamina E, são conhecidos por causar apoptose, ou morte celular programada, que é o método normal do corpo eliminar as células danificadas, indesejáveis ou desnecessárias.

15. O câncer é uma doença da mente, do corpo e do espírito. Um espírito positivo e pró-ativo contribuirá para que o combatente do câncer seja um sobrevivente. Raiva, impiedade e amargura colocam o organismo em um ambiente estressante e ácido. Aprenda a ter um espírito amoroso e piedoso. Aprenda a relaxar e desfrutar a vida.

16. As células cancerosas não podem prosperar num ambiente alcalino e oxigenado. Ingerir alimentos alcalinizantes como os de origem vegetal e exercitar-se todo dia, com exercícios respiratórios ajuda a obter mais oxigênio para atingir o nível das células. Assim, alimentação vegetariana e Oxigênioterapia são excelentes ferramentas para destruir células cancerígenas.

AS CÉLULAS CANCEROSAS SE ALIMENTAM DE:

a. Açúcar é um alimentador do câncer. Ao cortar o açúcar, corta-se um importante abastecimento alimentar para as células cancerosas. Os substitutos do açúcar, os adoçantes como NutraSweet, Equal, Spoonful, etc, são feitos com Aspartame que é nocivo. Os melhores substitutos naturais seriam o mel ou o melado, mas apenas em quantidades muito pequenas. A opção ideal é aumentar o consumo de frutas frescas, maduras e cruas.

b. O sal tem um produto químico adicionado para torná–lo branco. A Melhor alternativa é o sal marinho.

c. O Leite faz com que o organismo se torne ácido e produza mucos, especialmente no trato gastrointestinal. O câncer se alimenta de muco. Ao cortar o leite e substituí-lo por leite de soja sem açúcar as células cancerosas são mortas de fome.

d. Células cancerosas prosperam num ambiente ácido. A dieta a base de carne é ácida e é menos ruim comer peixe ou um pouco de frango, do que boi ou porco. A carne também contém antibióticos, hormônios do crescimento e parasitas, que são todos nocivos, em especial para pessoas com câncer.

e. Uma dieta feita de 80% de legumes frescos e sumos, grãos, sementes, nozes e frutas ajuda a por o corpo em um ambiente alcalino. Cerca de 20% pode ser de alimentos cozidos inclusive feijão. Sucos de vegetais frescos fornecem enzimas vivas, que são facilmente absorvidos e atingem as células em 15 minutos para nutrir e aumentar o crescimento de células saudáveis Para obter enzimas vivas para construir células saudáveis experimente beber sucos de vegetais frescos e de brotos e comer alguns vegetais crus 2 ou 3 vezes por dia. As enzimas são destruídas a temperaturas de 42 graus C. Portanto, mantenha os vegetais, germinados e os brotos em local fresco.

f. Evite café, chá e chocolate, que têm alta concentração de cafeína. Chá verde é uma alternativa melhor e tem a propriedade de combater o câncer.

g. Água é melhor beber água purificada ou filtrada, idealmente acidificada com gotas de limão (que irá rapidamente purificar a água e alcalinizar o organismo logo após ingerida) para evitar toxinas e metais pesados da água. Água destilada é ácida, evite-a.

h. Evite também:

1. Usar recipientes de plástico e microondas.
2. Garrafas de água no congelador.

Johns Hopkins recentemente publicou esta comunicação, no seu boletim informativo. Esta informação está sendo divulgado no Walter Reed Army Medical Center.

E mais,

Dioxinas químicas provocam o câncer, sobretudo o de mama. As dioxinas são altamente tóxicos para as células do nosso corpo. Não congele seu frascos plásticos com água neles pois isto libera dioxinas do plástico. Recentemente, o Dr. Edward Fujimoto, gerente do programa de bem-estar do Hospital Castle, foi a um programa de TV para explicar este risco à saúde. Ele falou sobre as dioxinas e como eles são más para nós. Ele disse que não deveríamos aquecer os nossos alimentos no microondas, pior ainda usando recipientes plásticos.

Isso se aplica especialmente aos alimentos que contêm gordura. Ele disse que a combinação de gordura, calor alto e plásticos libera a dioxina em alimentos e finalmente nas células do corpo. Ao invés disso, ele recomenda usar utensílios de vidro, como Pirex, ou de cerâmica, para aquecimento dos alimentos. Você obtém os mesmos resultados, apenas sem a dioxina. Assim, os alimentos industrializados e embalados em plásticos devem ser removidos do recipiente e aquecidos em outra coisa.

O papel não é ruim, mas você não sabe o que está no papel. Só é seguro usar vidro temperado ou cerâmica. Ele nos lembrou que há pouco algum dos restaurantes “fast food” trocaram os invólucros de plástico por papel. O problema das dioxinas é uma das razões.

Fonte: amigosdacura.ning.com

Tudo que leio e acho interessante, quero postar aqui. Pois, como eu, acho que os(as) leitores(as) vão gostar... Mas recomendo fazer mais pesquisas antes de fazer uso ou se apropriar de qualquer dieta ou informação aqui registrada.....

Um abraço...

27 de mar de 2011

SUTIÃ - UMA QUESTÃO DE SAÚDE



A Sociedade Brasileira de Mastologia do Rio que recomenda lavar a peça diariamente, evitar costuras em contato com a mama e usar peça em atividades físicas.
De algodão, rendado, com alças de silicone, sem alças ou com enchimentos, o sutiã é um dos melhores amigos das mulheres por levantar, sustentar e embelezar um dos maiores símbolos da feminilidade: os seios. Mas é preciso tratar o acessório com bastante cuidado. De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia do Rio:
- recomenda - se lavar a peça diariamente, evitar costuras em contato com a mama e usar peça em atividades físicas.
- usar peças apertadas, não lavá-las ou, até mesmo, não fazer uso das mesmas pode trazer danos à saúde mamária.
A presidente da entidade Maria Helena Vermot é enfática: “A mama não tem músculo. Ela é sustentada por ligamentos, chamados ligamentos de Cooper. Portanto, sem fazer uso de um sutiã adequado, a mama tende a cair”. Para não acelerar os efeitos provocados pela lei da gravidade, é preciso usar uma peça própria para cada tipo de mama. “As mulheres que têm mamas volumosas devem usar sutiãs que sustentem sem apertar demais. Devem, ainda, tomar cuidado com as alças, pois se as mesmas forem muito finas, ao longo dos anos deixam cicatrizes nos ombros”, alerta a mastologista.
Maria Helena explica que o sutiã deve ser lavado diariamente, assim como a calcinha, visto que a mama libera secreções. Outra dica da especialista é optar por peças confortáveis no dia-a-dia. “Deixe as rendas e enchimentos para as noites especiais. Prefira os de fibras naturais – como o algodão – que deixam o ar passar. Também pode-se optar pelos novos modelos de microfibra, mais bonitos. Quanto menos costura em contato com o seio, melhor”, diz, afirmando que, em contato com as mamas, muitas costuras podem provocar alergias, feridas, eczemas, manchas ou inflamações.
A médica explica também um mito: dormir de sutiã faz mal? “Não, desde que seja confortável e sem ferros ou arrebites que possam provocar ferimentos mamários. É inclusive recomendado no período em que as mulheres estão com mais dores nas mamas, ou na gestação.”
Outro cuidado importante que toda mulher deve ter com as mamas é na hora da malhação. A mastologista recomenda que se use tops que sustentem bem os seios. “O alto impacto dos exercícios podem estirar os ligamentos de Cooper. O modelo deve garantir ótima sustentação para manter os seios firmes e no lugar durante a prática de exercícios”, informa.
E os exercícios são essenciais para o fortalecimento do peitoral. Segundo o personal trainer da Estação do Corpo, João Marcelo Gomes, fortalecer a região é um caminho para se ter uma boa postura e evitar problemas de coluna. “Sugiro exercícios de musculação que fortaleçam o tríceps (músculos da parte posterior do braço), os ombros e as costas. A mulher ganha uma postura mais bonita e um corpo mais harmonioso”, recomenda.

Uso de sutiã não provoca câncer de mama como divulgado
A divulgação, via Internet, de que o uso do sutiã pode provocar câncer de mama tem gerado uma certa ansiedade entre as mulheres. Muitas delas procuram pelo hospital para obter mais informações. Seguem os esclarecimentos do coordenador de ensino da área de Mastologia do Centro de Estudos do IBCC, Dr. Eduardo Carneiro de Lyra.
"Não há nenhum estudo científico que comprove a relação entre o surgimento do câncer de mama e o uso do sutiã. Em cerca de 90% dos casos, o câncer é provocado por fatores genéticos herdados e por substâncias contidas nas células dos tecidos dos órgãos, ou seja, na própria pessoa. Mas causas externas também podem agir e levar ao câncer, como o excesso de exposição ao Sol e a alguns tipos de agentes químicos, o tabagismo, a alimentação inadequada (pobre em fibras e rica em gorduras), o consumo de álcool, a obesidade e o sedentarismo", orienta o médico, que complementa: "No caso do tumor de mama, especificamente, a menarca em idade precoce (antes dos 12 anos) e menopausa tardia (após os 50 anos), o primeiro filho depois dos 30 anos e a reposição hormonal também podem contribuir para o desenvolvimento da doença".
Lyra diz que o sutiã nada tem a ver com o tumor da mama, mas dá algumas dicas para que as mulheres sintam-se mais confortáveis ao usar suas peças íntimas e evitem lesões na pele: o sutiã deve ser de tecido natural (algodão ou linho) e não deve ter elástico, arames de sustentação e renda de tecido sintético. O conforto também está ligado ao fato de a peça não ser apertada, para não prejudicar a drenagem linfática e, assim, evitar que as mamas fiquem inchadas durante o decorrer do dia.
"Dormir de sutiã também não provoca nenhum tipo de doença nas mamas. Mas as mulheres devem entender que o sono está intimamente ligado à qualidade de vida e, quanto mais confortável for a roupa de dormir, melhor será a noite de sono", enfatiza o médico.


Espero que estas informações sejam úteis pra vocês como foi , com certeza, pra mim...

Um abraço... Fátima Pereira Pieruccini

BEBA MUITA ÁGUA



Ter uma vida saudável, disposição, um corpo sarado e uma pele bonita são o sonho de todas as pessoas não é verdade? Todos já devem saber que a água é a fonte de vida de todos os seres humanos, e é por este motivo que ela se torna o bem mais precioso de toda a Terra, no qual se não existir água é impossível que haja a nossa existência, também sem ela não há mais vida. A importância da água em nossas vidas é que a sua principal função hidratar o organismo com nutrientes e sais minerais que necessitamos para que ele tenha um bom funcionamento, ela também é usada para regular a temperatura, evitar o aparecimento das temíveis celulites, desintoxicar, desinchar o corpo, auxilia ainda na digestão dos alimentos, enfim, como você pode perceber a água pode trazer diversos benefícios a vida de todos nós por isso ela é tão importante. Perceba que a água trás apenas benefícios ao nosso organismo, mesmo quando ela é ingerida em grande quantidade, por este motivo é indicado e recomendado por muitos médicos que você crie o hábito de tomar água diariamente para ter um organismo sempre bem hidratado, de acordo com estes especialistas é indicado beber cerca de 2.0 litros de água diariamente para suprir todas as necessidades do organismo. Caso você fique sem beber água por muito tempo, o seu organismo irá se desidratando e poderá resultar em sérios problemas para a sua saúde, assim, para estimular ainda mais a ingestão deste precioso líquido para que este tipo de coisa seja evitado.

Você deseja saber um pouco mais sobre os benefícios que a água é capaz de lhe oferecer? Então, veja logo abaixo quais os principais motivos para você beber água:

- Redução de infecções: A água que se faz presente no sangue possuía a finalidade de facilitar o transporte de certos minerais como o ferro que é de grande importância para fortalecer as defesas do organismo por este motivo por transportar diversos minerais por todo nosso corpo ela ajuda a prevenir diversas infecções.

- Regula a temperatura do corpo: Quando é praticado qualquer tipo de atividades físicas ou quando o tempo está realmente quente, é liberada a água do organismo através da transpiração, que tem como finalidade regular a temperatura corporal para evitar colapso graças às mudanças na temperatura, fazendo com que o corpo fique com a temperatura ambiente.

- Auxilia no emagrecimento: A água pode auxiliar perca de peso se você deseja eliminar aqueles quilinhos que causam um certo incomodo procure ingeri-la gelada, pois o organismo terá que trabalhar para fazer com que a água tenha a mesma temperatura do organismo, o que fará com que ocorra a queima de calorias.

- Melhora na absorção de nutrientes: O nosso organismo necessita de muitas nutrientes que são carregados pelo sangue para todos os lugares por isso quando consumimos água esses nutrientes tende a aumentar.

- Facilita a digestão dos alimentos: A água auxilia na produção de enzimas que realizam reações químicas no organismo, que auxilia na produção do suco gástrico e saliva que por sua vez auxiliam na digestão dos alimentos.
Agora você se convenceu de como a água é importante para todos os seres? Então, não perca tempo e comece ingeri-la agora mesmo e veja os benefícios que ela pode lhe trazer.

Um abraço... Fátima Pereira Pieruccini

20 de nov de 2010

Sites do Governo, entidades sociais e de saúde

 

Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama www.femama.org.br

Imama - Instituto da Mama do Rio Grande do Sul www.institutodamama.org.br
Instituto Nacional de Câncer www.inca.gov.br
Ministério da Saúde www.saude.gov.br
Sociedade Brasileira de Mastologia www.sbmastologia.com.br
Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica www.sboc.org.br
Sociedade Brasileira de Cancerologia www.sbcancer.org.br

7 de nov de 2010

Câncer de mama: mulheres jovens não estão imunes

Equipe Oncoguia


As mulheres mais jovens não consideram o risco de desenvolver o câncer de mama. Porém, apesar do número ser significativamente inferior aos casos de mulheres com idade superior a 40 anos, todas precisam estar cientes dos fatores de risco da doença.

Fatores de Risco

Há vários fatores que podem colocar em risco a saúde da mama da mulher jovem, confira:

• Casos de câncer de mama na família, principalmente, mãe e irmã;
• Exposição a radiação no região do peito antes dos 40 anos;
• Índice Gail igual ou superior a 1,7%; (O índice Gail é utilizado para avaliar os riscos de câncer de mama de acordo com o histórico familiar de câncer de mama, idade da primeira menstruação, da primeira gestação, entre outros fatores que identificam as chances de desenvolver câncer nos próximos 5 anos);
• Outros fatores:  uso excessivo de álcool, alto consumo de carne vermelha, mamas densas e obesidade.

Diagnóstico

O diagnóstico de câncer de mama em mulheres jovens é mais difícil, geralmente o tecido mamário é mais denso comparado com o de mulheres com mais idade  dificultando a identificação de nódulos e quando são diagnosticados, a doença poderá já estar em estágio avançado.

Além disso, o câncer de mama em mulheres jovens pode ser agressivo e menos propenso a responder ao tratamento. As mulheres jovens que são diagnosticadas com a doença têm maior probabilidade de ser portadoras de  um gene mutado (alterado)denominado BRCA1 ou BRCA2.

Atrasos no diagnóstico de câncer de mama também são um problema. Muitas mulheres jovens com câncer de mama ignoraram os sinais de alerta - como um nódulo na mama - porque acreditam ser jovens demais para ter a doença, por outro lado alguns profissionais da saúde inexperientes podem considerar o nódulo inofensivo e adotar a conduta expectante (esperar para ver).

Existe prevenção para o câncer de mama em mulheres jovens?

Embora ainda não exista nenhuma medida preventiva comprovada para evitar o câncer de mama, a detecção precoce e o tratamento imediato, podem melhorar significativamente as chances de sobrevivência da mulher diagnosticada com a doença. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), mais de 95% das mulheres cujo câncer de mama se encontra numa fase inicial pode ser curada.

Educação salvando vidas

Quando a mulher é educada desde cedo a cuidar de sua saúde, ela naturalmente tende a cuidar-se mais, reparar mais em algumas alterações ou problemas e ainda em caso de doença ter maiores chances de cura. É o caso da administradora de empresas, Camila de Almeida, 31 anos, que está em tratamento de câncer de mama “eu fazia exames preventivos a cada 6 meses, tenho casos de diversos cânceres na família, descobri o meu no autoexame das mamas”.



A constatação do dignóstico foi um dos momentos mais difícil para a jovem paciente, “achei que não fosse suportar o tratamento”.  Hoje Camila tem uma vida normal, e como sempre cuidando da saúde. O impacto da notícia não impediu que ela deixasse de lado a vaidade “Por ser uma pessoa muito vaidosa, quando soube que a perda do cabelo seria inevitável tive um grande auxílio da minha família nesta fase para que eu pudesse ter a melhor peruca, sempre usar maquiagem para que os outros nunca dissessem que eu estava doente”.

• As opções de tratamento incluem a cirurgia, que envolve a remoção do nódulo ou uma mastectomia, que é a retirada total da mama.
• As sessões de quimioterapia costumam ser recomendadas após a cirurgia para ajudar a destruir as células cancerígenas remanescentes e prevenir a recidiva (aparecer de novo).
• A radioterapia é usada geralmente na sequência de uma mastectomia.

No caso da Camila, a quimioterapia veio antes da cirurgia, “Meu tratamento foi feito através da redução do tumor primeiro com a quimioterapia, depois fiz a cirurgia para retirada e colocação da prótese e por fim a radioterapia pelo fato da idade, agora irei iniciar a hormonioterapia por 5 anos”.

Mamografia: em que idade?

Em geral, mamografias regulares não são recomendadas para mulheres com menos de 40 anos, em parte, porque o tecido da mama tende a ser mais denso em mulheres jovens, dando como resultado exames menos confiáveis  como instrumento de triagem.

Além disso, a maioria dos especialistas acreditam que o baixo risco de desenvolver câncer de mama em idade jovem, não justifica a exposição à radiação ou o custo da mamografia. No entanto, mamografias são recomendadas para mulheres mais jovens com um histórico familiar de câncer de mama e outros fatores de risco.


Ainda existe a crença que mulheres jovens estão livres do câncer de mama. E isso é realmente um grande mito, porque para ter câncer de mama, basta ser mulher.

Por Priscilla Arantes
Jornalismo Oncoguia